Image Map

20 abril 2016

#FITNESS 5 DICAS PARA INICIANTES NA ACADEMIA


Não me considero nem de longe uma expert no assunto fitness. Larguei a faculdade de Ed. Física no terceiro período e tudo que sei sobre alimentação/suplementação é fruto de horas de pesquisa e consultas com especialistas da área.
Porém não posso negar que além de um interesse enorme que me leva a sempre pesquisar mais e mais também tenho uma longa experiência de vida envolvendo o assunto, afinal, desde criancinha pratiquei diversos esportes e aos 14 anos me matriculei na academia e pulei direto na musculação. Fui aprendendo uma coisa aqui e outra ali, acertando e errando, desistindo e persistindo até chegar num ponto onde, a pedidos, sinto que posso dar essas dicas para iniciantes que surgiram de uma mistura de experiência própria com algum estudo. Shall we?


1- NÃO CURTE ACADEMIA? ENCONTRE UM ESTÍMULO ALÉM DA ESTÉTICA

Pode parecer a dica mais óbvia do mundo, mas não é... Quem não suporta academia e se obriga a frequentar uma hora ou outra vai desistir, pelo menos 80% das pessoas que vi seguirem esse caminho não duraram nem 1 ano (ou ficam nessa de entra e sai, entra e sai). Então procure algo que você goste, ou ainda melhor, algo que ame e te dê vontade de melhorar através da academia.
Por exemplo: se sua paixão é balé, provavelmente você vai ter vontade de fazer umas aulinhas de localizada para aumentar sua resistência muscular e assim, evoluir na dança. Adora surfar? Então a vontade de aguentar mais tempo remando quando a correnteza estiver forte vai te dar aquele puxão necessário pra levantar da cama e treinar braço e costas na musculação.

Obviamente isso não é uma regra e se você quiser ficar só na dança, luta, ou o esporte que seja tá de boa! Essa dica é direcionada pra quem quer se manter na academia mas tem dificuldade. Posso dizer por experiência própria que é muito mais fácil não desistir quando seu objetivo vai além de emagrecer/ficar sarada/insira aqui qualquer outra razão.
Toda vez que me dá preguiça eu lembro que aquela corridinha na esteira vai melhorar meu fôlego pro surfe, que o treino de perna vai me dar mais força pro skate e assim por diante...

2-  NÃO TENHA PRESSA, DEVAGAR SE VAI LONGE!

Eu realmente acredito no benefício de mergulhar de cabeça em uma meta, quando você realmente se compromete de corpo e alma com algo sempre dá certo. Porém se você passou seus últimos anos tendo como único exercício a caminhada de ida e volta até o barzinho da esquina é completamente insano do dia pra noite decidir ir pra academia 6 vezes na semana fazer um treino de 2 horas (na verdade a dor vai ser tanta que duvido que você sequer chegue ao terceiro dia...).
Como mencionei no post no qual falo sobre minha recente perda de peso (link aqui!), eu recomecei aos poucos, só andando de bike e correndo algumas vezes na semana, depois adicionei treino com caneleira, depois aumentei a quantidade de dias me exercitando... Isso se estendeu por uns 4 meses antes de eu voltar efetivamente pra academia com um treino pesadinho, também não podemos esquecer do fato de que nunca deixei de ser ativa fisicamente e que inclusive, já tive alguns anos de treinamentos extremamente pesados (memória muscular existe, e muito!).

Mas quer uma ótima notícia? O primeiro ano de treino é no qual se evolui com mais facilidade! Nesses 365 dias você vai perder peso e ganhar massa muscular com muito menos esforço e mais rapidez do que nos próximos. Então relaxa e aproveita! 


3- ESQUECE A BALANÇA, SEUS 3 NOVOS BFF SÃO A FITA MÉTRICA, O ESPELHO E UMA CÂMERA FOTOGRÁFICA

A galera tem um TOC em se pesar que é de outro mundo. Juro que vejo na academia umas 10 pessoas em cima da balança umas 5 vezes na mesma semana. Parem! O ponteiro pode ter subido porque você ganhou massa magra (músculo) ou porque está retendo líquido (eu incho quase DOIS QUILOS na tpm!) por exemplo. Isso sem contar que nosso corpo é mais leve logo que acordamos e vai ficando mais pesado durante o dia (daí a neurótica que se pesou de manhã e depois de noite acha que engordou meio quilo nesse espaço de tempo!).

A melhor forma de acompanhar seu progresso por si mesma independente da sua meta (emagrecer ou ganhar massa muscular) é mantendo um diário. Tire uma foto só de biquíni na frente do espelho e meça suas circunferências (braço, peito, cintura, quadril e coxa) a cada 15 dias, 1 vez por mês, você decide! Porém faça isso sempre no mesmo horário (pelo motivo já citado acima) e de preferência em um dia de descanso ou ao menos sem ter feito nenhuma atividade física por pelo menos 4 horas.

4- NÃO COPIE A DIETA OU OS EXERCÍCIOS DA SUA MUSA FIT

Uma coisa é anotar uma receita maneira que você curtiu ou descobrir um exercício diferente que achou bacana e consultar um educador físico sobre, outra é sair fazendo tudo igualzinho achando que essa é a fórmula mágica. Não.
Inclusive admito que toda vez que vejo diversas pessoas printando uma foto do meu prato de comida no snapchat eu me sinto meio estranha/culpada porque quando estou em cutting (meta = perder gordura/definir músculos) não só minha alimentação mas como também meu tipo de treino muda bastante de quando estou em bulking (meta = ganhar volume muscular). 
Isso por si só já é motivo suficiente pra parar por aí! Ainda temos que considerar diversas variantes como: o condicionamento/nível físico em que a pessoa se encontra, metabolismo, idade, genética... Vocês sabiam por exemplo que pra cada meio quilo de músculo a pessoa perde entre 30 e 50 calorias a mais no dia? Pois é, não compare sua dieta com a da saradona!
Enfim, isso me leva à dica que particularmente considero a mais importante...

5- INVISTA O MÁXIMO QUE PUDER EM ESPECIALISTAS (DE VERDADE)

Tive que dar um destaque pro "de verdade" porque mesmo uma atleta que vive de competições não é uma médica, educadora física ou nutróloga (ok, pode até ser 1 ou 2 desses, mas dica não é consulta!).
Sério mesmo, se você realmente quer ter um bom resultado pega a grana que tem e investe aqui, deixa pra comprar aquela legging bacanérrima e o tênis ultra mega master evolution depois! Nenhuma academia de respeito sequer vai deixar você se matricular sem um atestado médico, então um check up geral é o mínimo dos mínimos pra evitar problemas de saúde. 
Um bom nutrólogo pode mudar sua vida! Aos poucos você vai aprendendo que não basta contar calorias,  tem que saber de onde elas vem, tem que contar nutriente, tem que aprender o melhor horário pro consumo de cada tipo de comida (carbo/proteína/fibra/etc), saber a quantidade de acordo com as necessidades do seu corpo... Não é mole, não!
E pra fechar, um educador físico também é necessário. Tanto pra montar seu programa de acordo com suas metas e limitações como também para fazer uma avaliação funcional de tempos em tempos, na qual você vai acompanhar com muito mais precisão e segurando sua evolução.

Esse é meu super meeeega resumo de dicas básicas, eu poderia dar mais umas 30 porém vou dividindo em posts por aqui pra não ficar maçante e obviamente, continuarei com meus snaps! Sempre solto uma dica ou outra por lá, pra me seguir é só procurar por sorayamarx

Beijos,
        Sô! 

Um comentário :

  1. novo jogo de estrategia online
    https://www.erevollution.com/en/register/29119

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...