Image Map

05 março 2015

#PORAÍ NAGA CABLE PARK


Pra quem não sabe, lá pro fim do ano passado me apaixonei por mais um esporte: wakeboard! E aqui pelo Rio costumo praticar na Lagoa Rodrigo de Freitas naquele esqueminha de lancha puxando. Então óbvio que meus olhinhos brilharam quando no início do mês passado dois amigos sugeriram que a gente jogasse tudo pro alto e fosse passar 5 dias indo ao Naga Cable Park, parque de wakeboard que fica lá em Jaguariúna, São Paulo.

Não pensei duas vezes. Encaramos 7 horas de viagem de carro até Campinas onde montamos acampamento num quarto triplo de hotel e todo dia fazíamos a missão de 30 minutos de estrada até o Naga. De boa? Podia levar 1 semana de viagem que eu ia com um sorrisão no rosto! Confere só:


Durante a semana o parque funciona de 12h até o pôr do sol e nos fins de semana e feriados abre um pouco mais cedo, às 10h. Lá tem tudo que você precisa pra passar o dia, lanchonete de preços justos com opções de sanduíches, wraps, etc, umas espreguiçadeiras que pareciam ser bem confortáveis (sou hiperativa e relaxar num lugar desses nunca seria opção!) e enfermaria... É, em algum momento é capaz de você dar um voltinha por lá, hehehe.

O esquema dos preços pode ser meio complicadinho, a boa é pegar uma caneta e fazer as contas! A primeira hora sai por R$ 70,00 e cada hora extra custa R$ 25,00. Nesse pacote vem incluso o colete e prancha iniciante, modelo que não vem com bota e por isso não pode ser usada em obstáculos (tenho foto com ele aqui!), se você tiver equipamento próprio é ok, senão, também rola aluguel de prancha, capacete, etc...
Também rola pacotes de diária (R$ 145,00 dia de semana), semanal, etc... Daí é como falei, fazer conta e ver o que mais vale a pena considerando quanto tempo de wake você aguenta antes de perder as forças. Eu por exemplo resolvi pegar 1 hora por vez pra dar uma descansada e pegar a seguinte. Lá dentro você fica quanto tempo quiser, o tempo é só pra usar os lagos e pra controlar isso, você usa uma pulseirinha com seu tempo limite escrito nela.

Além de wakeboard você também pode optar por wakeskate, kneeboard ou esqui tanto no lago para iniciantes que usa sistema de duas torres com velocidade progressiva de até 28 km/h ou no "lago divertido" (hehehe) com 5 torres, 12 obstáculos e velocidade de 30 km/h.


Não é pra ter vergonhite aguda, esse lago de principiante é ótimo pra treinar! Como antes eu só tinha praticado wake em lancha fiquei meio sem jeito de ir logo pro outro então passei o primeiro dia todo nesse aí. É bom pra ajudar na moral já que você não vai ser a única pessoa caindo de cabeça depois de apenas 3 segundos em pé, hahaha!
Aliás, pede ajuda pros operadores! Eles são super gente boa e sempre ajudam dizendo pra fazer mais assim ou assado. 

Quer uma dica? Se você tá iniciando mas já foi ok no lago de duas torres mete logo a cara nesse, não perde tempo! Você só entra nos obstáculos se cavar (fazer uma curva com a prancha), se ficar só quietinha vai bem até uma boa parte, só não faz o percurso todo porque é necessário dar uma cavada nas voltas pra passar entre as boias, se perder é um beijo, solta logo o manete pra não beijar o lago.

Ah! E se/quando você cair o que você faz? Nada (do verbo nadar, ok?)! Vai pra beirada, sai do lago e volta pro começo. E aqui eu te dou uma dica super, master importante: OLHA POR ONDE ANDA! Saindo pela lateral do lago onde tem as árvores é cheio de frutinhas no chão que atraem dezenas de abelhas. Levando em consideração a minha experiência com meus amigos a estatística é de que apenas 1 a cada 3 pessoas pisa menos de 2 vezes em uma abelha. #saporradói!


Foram mais ou menos 4 horas de wake por dia, muito dorflex, uma unha a menos, alguns hematomas, uns 3 arranhões e uma fissurinha na costela. Mas mano, eu morava lá fácil! Hahaha! 
Se você curtiu o lugar dá uma conferida melhor nos detalhes pelo site, página no Facebook ou pelo Instagram. No meu Facebook pessoal tem um álbum de lá com mais fotos, se quiser pode fuxicar também, é só clicar aqui ;)

Beijos,
        Sô!

3 comentários :

  1. Esse post deu até vontade de se divertir assim. Muito bom.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Anônimo9.3.15

    pqp, querooo muito fazer isso! sempre gostei, mas acho que vou quebrar meu rosto caindo na água pela velocidade hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, não posso dizer que não é até "comum" a galera ter perda de memória por bater com a cabeça na água, mas vale a pena sim! =P

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...